Pages

Diferente



Não tenho medo de errar e nem de voltar


2 Comments:

Luck® escreveu...

Pois é... Medos!

Não ter medo de mostrar os medos me parece um bom começo.

Porque medo nos faz humanos, não super-homens (não conheço nem jamais vi super-homem voando por aí; Só no cinema!);

Porque medo é saúde; É um mecanismo natural, anímico e, cá pra nós, eu não quero mesmo "evoluir" a cyborg!

Porque medo implica a possibilidade do desafio; Desafio dos mais variados tipos e que podem acontecer naturalmente entre o nascimento e a morte. E, de verdade, não saberia dizer o que é a vida sem isso!

Paula escreveu...

Oi Luck!

Adorei seu comentário. Realmente, o medo nos deixa mais humanos, é o que nos liga à realidade.

Beijo =)

Related Posts with Thumbnails

Minha Lista de Blogs

Arquivo

Marcadores

Arte Homoerótica (46) Céu e Terra (68) Conceitos (359) Desabafo (82) Desejo (157) Gente (202) Lado Aninal (226) Nu e Cru (1226) Para você (206) Pop (160) Pré-História (26) Tecnologia (229) Verso e Prosa (279)