Pages

O Bicho



Vi ontem um bicho
Na imundice do pátio
Catando comida entre os detritos.
Quando achava alguma coisa;
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.
O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.
O bicho, meu Deus, era um homem.
 Manuel Bandeira

2 Comments:

RICARDO AGUIEIRAS escreveu...

Quanta verdade.... mas eu pergunto, quem realmente se incomoda? Quem faz algo pelos mendigos e moradores de rua, até as ong's que trabalham com eles são profundamente oportunistas, como o denunciado no excelente filme "Quanto vale ou é por quilo"....
Enfim, pior é que não temos mais empatia pelo próximo, a dor dele não me afeta. Cansei de, quando conto a miséria em que vivo, riem na minha cara, acham que eu estou inventando ou não querem nem ouvir. Por que tenho que me calar?
Beijos,
Ricardo
aguieiras2002@yahoo.com.br
http://dividindoatubaina.wordpress.com/

Paula escreveu...

Oi Ricardo!

Não temos que nos calar, mas também não adianta sair falando. Falta-nos estratégia e malícia, as pessoas só vêem o que querem, e quanto mais distantes estiverem dos problemas melhor. Nessa guerra, se conseguirmos abrir os olhos de um, já fico satisfeita.

Beijo =)

Related Posts with Thumbnails

Minha Lista de Blogs

Arquivo

Marcadores

Arte Homoerótica (46) Céu e Terra (68) Conceitos (359) Desabafo (82) Desejo (157) Gente (202) Lado Aninal (226) Nu e Cru (1226) Para você (206) Pop (160) Pré-História (26) Tecnologia (229) Verso e Prosa (279)