Pages

Strangers

18 Comments:

RICARDO AGUIEIRAS escreveu...

Interessante, bem feito... pena que, aqui no Brasil, não existe essa solidariedade. Existisse, Edson Néris e tantos outros, poderiam estar vivos.... Se eu for atacado num lugar público, só poderei contar comigo mesmo e mais ninguém. Uma vez, há um ano e meio, fui seguido por dois neonazistas, carecas e que se comunicavam por celular, da Estação Marechal Deodoro do metrô até a Alto do Ipiranga, de dia e não tive como me socorrer. No Ipiranga, perto da Av Nazaré, consegui correr e pulei para dentro de um ônibus e gritei para o motorista fechar a porta. ele fechou e consegui escapar... moro no centro, se fosse contar as agressões já sofridas, daria um livro....

Paula escreveu...

Oi Ricardo!

Brasileiro não é solidário, algumas vezes impulsionados pela comoção coletiva acabam tendo alguns pouco atos de humanidade, mas na maioria dos casos é cada um por si e que se salve o mais esperto.
E você tome cuidado por onde anda.

Beijo =)

RICARDO AGUIEIRAS escreveu...

O filme tem outro dado belo, veja você: inicialmente há antipatia e um certo "jogo de forças" entre os dois ( que, sabemos, também faz parte da sedução...) e depois, é justamente o outro antipático que está ajudando, para acabar, ironicamente, em lados separados da Estação. Muito bom, vou mandar para um amigo meu, cineasta já premiado, que fez recentemente um filme comigo sobre os gays idosos, acho que ele não conhece...
Beijo de boa noite,
Bicha sonolenta

Paula escreveu...

Oi Ricardo!

Mande para seu amigo sim, depois comente aqui o que ele achou.

Beijo =)

Luck® escreveu...

Paula, adorei o fato de ter postado o vídeo, de o autor e produtor terem feito. Odiei o que ele mostra.

Ok, lá vou eu com meu idealismo mal sedimentado... Mas eu sequer tolero admitir que esta agressão pior que pré-histórica exista.

Ter de viver em um mundo onde atos execráveis acontecem é, de certo modo, aceitar um atestado de que eu, também, sou parte dessa porcaria. Me põe pra baixo.

Percebe como a solidariedade é um subconjunto de uma demonização bem mais ampla?

Se todo mundo fosse solidário nos casos como esses, ainda assim teríamos monstros movidos a ódio; Apenas não externalizando isso.

Sinal de que toda a Filosofia, todo o avanço técnico, científico, todas as religiões, enfim todo o entendimento humano de Mundo é ineficaz como resposta.

O Homem só finge! Finge até que é algo divino! [Cuspo!]

Como o Homem precisa baixar seu "topete" e se reorientar!!! Isto é imperativo!

O problema, repito, não está tanto na falta de solidariedade como na existência dessas "coisas" agressivas.

Não tenho absolutamente nada contra solidariedade, mas ela poderia até - em uma suposição extremada - deixar de acontecer em um mundo que não tivesse a maldade como este que construímos.

Eu me sinto agredido forte e moralmente e exceto pela possibilidade de agressão física - me coloco talvez tão chocado quanto muitos que passam por experiências parecidas à esta que Erez Tadmor e Guy Nattiv conceberam.

Paula escreveu...

Oi Luck®!

O vídeo traz em si algo de muito triste sim. A forma como pessoas se classificam, se odeiam, pelo simples fato de ser assim, pelo simples fato de pertenderem a "castas" diferentes. É uma triste constatação, o quanto podemos ser cruéis e desumanos e ainda nos vangloriar por isso. Seria mais fácil amar, entender, então por isso, agimos ao contrário, só pela diversão.

Beijo =)

Luck® escreveu...

"Agimos assim, só pela diversão".

Ótimo! Esta me matou ;-)

Vc trabalha com propaganda e mkt? É escritora?

Paula escreveu...

Oi Luck!

A maldade humana e algo inimaginável infelizmente,

kkkkk... Sou uma pessoa "normal", "comum", apenas inquieta com a terra e por vezes decepcionada.

Beijo =)

RICARDO AGUIEIRAS escreveu...

Repito o que venho falando há anos, décadas e ninguém ouve: somos maus, em nossa essência, a agressividade extrema e a maldade está dentro de cada um de nós, ora sutil ora vem com uma força desconhecida. Não somos "bons" ou "normais", essa é uma visão do cristianismo, imposta.
Apenas reconhecendo nossa carga violenta de maldade, dentro de nós, apenas assumindo isso, é que poderemos mudar alguma coisa e tornar esse dado que carregamos o menos prejudicial possível, ao próximo e a nós mesmos. Que ninguém se iluda: nós não somos, não os dois gays bonzinhos do trem, nós somos os canalhas neonazistas, há bem mais nazismos em nós do que bondade e solidariedade.
Mas, mesmo assim, te dou um beijo por ter colocado aqui um vídeo tão belo e provocador.
Bicha profundamente desiludida, mas que ainda anda com um pé depois do outro...

Paula escreveu...

Oi Ricardo!

Mas onde você viu 2 gays no trem? Não percebi a sexualidade deles, a coisa ali me pareceu meramente religiosa. Quanto ao fato da agressividade concordo contigo, somos animais perigosos mesmo. E vivemos como felinos domesticados, a qualquer momento o instinto pode falar mais alto.

Beijo =)

RICARDO AGUIEIRAS escreveu...

Paula, serei eu um louquinho?....risos.... eu sentia os olhares deles como típicos de uma paquera, mesmo com a "antipatia" que falei. Se fosse algo apenas religioso, a troca de olhares não continuaria.... enfim, posso estar errado, mas essa é a beleza do cinema que é bom, sempre permite uma leitura a mais.
Beijo da bicha que vê, mas não tem certeza...

Paula escreveu...

Oi Ricardo!

Pode ser a leitura sim, eu os vi como 2 pessoas se estudando e se experimentando.

Mas como disse são leituras e nessa hora o olhar influi e muito.

Beijo =)

RICARDO AGUIEIRAS escreveu...

Paula, conhece mais filmes desse diretor?
Beijo... tenha uma boa noite.

Paula escreveu...

Oi Ricardo!

Conheço não, mas podemos pesquisar.

Beijo =)

RICARDO AGUIEIRAS escreveu...

Ví depois que são dois diretores...sorry.... conhece esse outro? OFFSIDE
http://www.youtube.com/watch?v=TYIxBRA5qjA
Tão contundente quanto, apesar de "Strangers" ser uma questão mais próxima de nós...

Paula escreveu...

Oi Ricardo!

Um belo filme também, se encontrar mais pode mandar.

Beijo =)

RICARDO AGUIEIRAS escreveu...

Paula,
descobri ontem que primeiro os dois diretores fizeram esse curta, o Stranges... mas que depois fizeram um longa inspirados no sucesso do curta...com o mesmo nome. Mas não achei n internet tal longa...
Beijo do
Ricardão

Paula escreveu...

Oi Ricardo!

Consegui algumas informações sobre o filme.

http://www.imdb.com/title/tt1064215/

http://ereztadmor.tumblr.com/

Related Posts with Thumbnails

Arquivo

Marcadores

Arte Homoerótica (46) Céu e Terra (68) Conceitos (359) Desabafo (82) Desejo (157) Gente (202) Lado Aninal (226) Nu e Cru (1226) Para você (206) Pop (160) Pré-História (26) Tecnologia (229) Verso e Prosa (279)